ESPIRITUALIDADE

PASSADO

“Quando recordamos, permanecemos humildes”.
(Reginald F. Davis, 1975-*)

Se, em dias distantes, abusaram de você e, hoje, a amargura está estampada no seu rosto, esta não tem que ser a sua vida hoje.
Se, em tempos recuados, foram duros com você e, hoje, você não perdoa os que falham e são solitários os seus dias, espera-lhe um outro modo de viver.
Se, pequeno, você ia a festas de aniversário e só comia os doces e os salgados (antigamente era assim em muitos contextos) depois que os adultos se alimentassem e, hoje, você não gosta de festas, você precisa saber que pode festejar.
Se, nos seus primeiros dias, o seu pai era um alcoólatra e, hoje, você depende também do álcool, até quando — essa é a pergunta — viverá na escravidão?
Lembre da história de José do Egito, para ficar apenas num exemplo.
José mudou o seu passado, quando lhe deu um novo significado.
Como conta a história, os seus irmãos cometeram atos cruéis para com ele. No entanto, José viu Deus em ação através da maldade dos filhos do seu pai. Por isto, quando os encontrou, ele lhes preparou uma festa.
O passado não o aprisionava.
Ninguém precisa ser escravo do seu passado.

“Pois eis que eu crio novos céus e nova terra; e não haverá lembrança das coisas passadas, jamais haverá memória delas”. (Isaías 65.17)

Categorias:ESPIRITUALIDADE

Marcado como:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s