ESPIRITUALIDADE

MEDO

O medo derrota mais pessoas que qualquer outra coisa no mundo.
(Ralph Waldo Emerson, 1803-1882)

O medo nem sempre é claro.
Pode ser que demore até que o admitamos.
Demora, porque dele nos envergonhamos.
Como pessoas, antes tão fortes, se reconheçam tão frágeis,
Com medo de pavores reais,
Como medo de tremores existentes só na imaginação?
Ah, se fosse um inimigo que pudéssemos golpear!
Esse é um modo fácil de dominar.
Mas como enfrentar
O medo que se esconde por entre as veias da alma,
E faz doer o corpo todo, o pé, a mão, a perna, a palma?
Não adianta puxar coragem de dentro de nós,
Vem de fora, do alto, do Deus Eterno quando nos envia a sua poderosa voz:
“Não tenha medo de ninguém”.
Crendo desse modo feliz,
Podemos responder à pergunta do poeta que diz:
“Que me poderá fazer aquele que é ser humano também?” (Salmo 118.6)
Quanto aos medos difusos no coração,
Eles ficam claros quando deles aos amigos falamos,
Quando sobre eles ao Deus Eterno oramos.
Só assim fica firme a paisagem.
Só assim temos de volta nossa perdida coragem.

“Então Jesus, voltando-se e vendo-a, disse: ‘Coragem, filha, você foi salva porque teve fé’. E, desde aquele instante, a mulher ficou sã”. (Mateus 9.22)

Categorias:ESPIRITUALIDADE

Marcado como:,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s