ESPIRITUALIDADE

Minhas fragilidades!

“Apesar das minhas fragilidades, avanço”.

(Lya Luft, 1938-2021)

Pode ser que, por causa do ódio que sentimos, nos achemos perdidos.

Embora antes este sentimento não nos integrasse, agora nos dilacera.

A decepção pode nos tornar ressentidos.

A traição pode nos ferir por dentro.

Agora, a amargura é a companheira que nos espera.

Se não pararmos de odiar, seremos as próximas vítimas, se já não estamos sendo.

Se não deixarmos para o Deus Eterno a justiça, nunca a veremos.

Está na hora de voltarmos ao que sempre fomos:

Prestativos.

Cordiais.

Suaves.

Leais.

Não podemos aceitar que o outro, em sua maldade, defina o que somos.

Não podemos permitir que o comportamento errado do outro determine como nos posicionamos.

Somos da estirpe da graça, não da retaliação.

Precisamos deixar que o Deus Eterno nos reconverta ao perdão.

Paremos de negar a bondade que sempre foi a nossa marca.

É assim que, na travessia da vida, a esperança voltará a ser de novo a nossa barca.

“Pois o necessitado não será esquecido para sempre, e a esperança dos aflitos não será frustrada perpetuamente”. (Salmo 9.18)

Categorias:ESPIRITUALIDADE

Marcado como:, ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s